Bradesco

  • 19/07/2017

    Ação de Reintegração tem audiência marcada para fevereiro

    Audiência inicial nesta terça-feira, 18 de julho, teve por objeto o pedido de reintegração.

    Na tarde da última terça-feira, 18 de julho, aconteceu na 13ª vara do trabalho de Curitiba a audiência inicial da ação civil pública, proposta pelo Sindicato dos Bancários de Curitiba, que tem por objeto a reintegração dos bancários do Bradesco demitidos em novembro 2016, após fusão do Bradesco com o HSBC.

    A ação foi ingressada em 22 de fevereiro baseada em uma decisão já proferida em julgamento de 2° instância da ação civil pública proposta em 2015 pelo MPT-PR, que proíbe o Bradesco de demitir em massa.

    Durante a audiência, em uma tentativa de protelar a sentença, o banco requisitou ouvir testemunhas. Atendendo a solicitação do banco, a juíza Valéria Rodrigues Franco da Rocha marcou a audiência de instrução para 19 de fevereiro de 2018.

    "O número de demitidos do Bradesco é um fato, é real. Tanto é que a justiça já reconheceu a prática da demissão em massa. Porém, para contornar a justiça, o banco abriu um PDVE para enxugar seu quadro, uma maneira legal de realizar as demissões. Esperamos que a justiça faça seu papel e os  trabalhadores sejam reintegrados por força da sentença. Lutaremos até o fim", afirma Cristiane Zacarias, dirigente sindical e representante do Paraná na COE/Bradesco.

    A ação pode ser acompanhada pelo número 0000261-47.2017.5.09.0016

    Saiba mais:
    Sindicato enfrentará Bradesco em defesa dos demitidos
    Justiça mantem decisão e Bradesco é proibido de demitir em massa

    Camila Cecchin SEEB Curitiba