Itaú

  • 21/03/2017

    Itaú passa rasteira nos bancários adoecidos e não emite CAT

    Banco descumpre ordem judicial e trabalhadores paralisam suas atividades em protesto

    Na manhã desta terça-feira, 21 de março, trabalhadores do Itaú do prédio CPSA, localizado na Rua Marechal Deodoro esquina com a João Negrão, paralisaram suas atividades até as 11:00 horas para protestar contra o descumprimento do banco em relação à ação 002/2002 que obriga o banco a emitir CAT( Comunicação de Acidente de Trabalho) reconhecendo o acidente de trabalho e os casos de doença ocupacional.

    A não emissão de CAT acarreta diversos prejuízos aos trabalhadores, como ficar sem remuneração enquanto aguardam nova perícia. Vale lembrar que todaempresa é obrigada a informar à Previdência Social, através da CAT,os casos inclusive de suspeita de doenças ocupacionais, mesmo que não haja afastamento das atividades.

    Além disso, os bancários enfrentam muitos outros problemas como a demora no agendamento do ASO (Atestado de Saúde Ocupacional), demissão dentro do prazo de estabilidade pré-aposentadoria, demora na regularização da folha de pagamento dos afastados, não efetivação de programa de retorno ao trabalho, demissão logo após retorno de licença saúde e transferências para regiões distantes do domicílio imotivadas.

    “Com essas medidas, o banco vem contrariando ordem judicial, desrespeitando a Convenção Coletiva de Trabalho e dificultando a vida do trabalhador para se eximir das responsabilidades, o banco não está reconhecendo o valor das pessoas que fazem seu lucro” afirma Ana Fideli, Secretária de Saúde do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região.

    Com a paralisação, o banco chamou os representantes dos trabalhadores e se comprometeu em fazer uma reunião no próximo dia 30 entre Sindicato, Superintendência Regional e o RH de São Paulo para buscar uma solução para essas questões. O Sindicato orienta à todos os trabalhadores que estejam com dificuldades no processo de afastamento do trabalho que procurem a Secretaria de Saúde através do telefone 3015-0523.

    Camila Cecchin SEEB Curitiba