Caixa Econômica

  • 10/07/2018

    Ação da Gifug: Sindicato pede reconsideração da decisão

    Em razão de não ter sido analisada a questão das reduções salariais, entidade pediu reconsideração.

    O Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região ajuizou, no ano passado, ação trabalhista contra a Caixa Econômica Federal, em razão da reestruturação implementada desde meados de 2017. O plano de reestruturação unilateral extinguiu alguns departamentos e promoveu a adequação de outros, acarretando ameaça iminente de alteração do local de trabalho de diversos empregados, especialmente os lotados na Gifug.

    Segundo o assessor jurídico do Sindicato, Ricardo Mendonça, a ação coletiva tem por intuito impedir a Caixa de realizar transferências de empregados em seu prejuízo, bem como a redução salarial sob a falsa alegação de reversão de suposto cargo de confiança para cargo em provimento, pois essas práticas são vedadas tanto pela CLT quanto pelo próprio regulamento interno do banco.

    Em análise prévia, a juíza de primeiro grau abriu prazo para manifestação da Caixa, que noticiou que os empregados da extinta Gifug serão realocados em outras unidades também de Curitiba. Por essa razão, a juíza indeferiu o pedido de antecipação de tutela, estando ainda pendente análise final do mérito.

    O Sindicato pediu reconsideração da decisão, em razão de não ter sido analisada a questão das reduções salariais e, a depender da decisão da juíza, ainda é cabível mandado de segurança para análise do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PR). 
    De toda maneira, assim que houver decisão sobre essa questão, mais informações serão divulgadas. 

    SEEB Curitiba