Banco do Brasil

  • 01/01/2015

    Ação de 7ª e 8ª horas no Banco do Brasil

    Desde 1933, a jornada do bancário é de 6 horas diárias, inclusive a de comissionados que exercem cargos técnicos. Contudo, nem sempre os bancos cumprem esta determinação. Para corrigir irregularidades, o Sindicato dos Bancários de Curitiba e região ingressou com ações judiciais coletivas por cargo para cobrar a 7ª e 8ª horas trabalhadas e não pagas como horas extraordinárias pelo Banco do Brasil. Trata-se de uma ação por substituição processual, em que a entidade é autora e substitui os bancários.

    Para o movimento sindical, se todos os trabalhadores cobrarem do banco essas horas não pagas, a categoria irá tornar caro o descumprimento da lei e a luta pelas 6 horas de jornada para todos os bancários será fortalecida. Confira os cargos com ações:

    - AutosCargo
    - 16199/14-015 ASSISTENTE A UA
    - 16251/14-015 ASSISTENTE A UN
    - 16451/14-015 ASSISTENTE A UT
    - 16454/14-015 ASSISTENTE B UA
    - 16484/14-015 ANALISTA A UA
    - 16489/14-015 ANALISTA A UT
    - 16508/14-015 ANALISTA B UA
    - 16511/14-015 ANALISTA B UT
    - 16191/14-652 ASSESSOR JÚNIOR
    - 00536-71.2014-5.09.0122 ASSESSOR DE TI
    - 02608/2013-002 AUX. ADMINISTRATIVO
    - 02530/2013-007 ANALISTA CENTRAL DE ATENDIMENTO
    - 03449/2013-651 ANALISTA FINANCEIRO
    - 0001556-90.2014.5.09.0965 GERENTE DE GRUPO DA CABB
    - 39166/2015-008 GERENTE DE RELACIONAMENTO
    - 39152/2015-012 GERENTE DE SERVIÇO (UNIDADE DE NEGÓCIO)

    Formulário de cadastro